viewthroughconversion
  • Home
  • News
  • Hospitais Dia- Procedimentos minimamente invasivos

Hospitais Dia- Procedimentos minimamente invasivos

Segundo levantamento realizado pelo CFM (Conselho Federal de Medicina) para o ano de 2013, enquanto que o sistema público de saúde gasta US$ 512 por pessoa anualmente, este valor é de US$ 3.819 na Alemanha, US$ 3.031 na Inglaterra e US$ 4.052 na Austrália, ou seja, o investimento em saúde no Brasil está bastante abaixo do ideal.

É neste cenário que os hospitais-dia entram como protagonistas.

Também chamados de serviço de internação parcial, os hospitais-dia ou day clinics nada mais são que instituições de saúde que oferecem atendimento hospitalar, terapêutico e ambulatorial e regime pré-determinado de tempo. Dito de outra maneira trata-se de instituições hospitalares completas, equipadas com todos os recursos em lei necessários para o bom funcionamento da prestação de serviços, mas com um diferencial importante: os pacientes permanecem dentro da instituição por pouco tempo.

Inicialmente, os hospitais-dia surgiram com um objetivo muito específico: reduzir os custos advindos das cirurgias eletivas (aquelas realizadas em datas determinadas, sem urgência). No Brasil e tendo em vista o sistema de saúde público, os hospitais-dia foram implementados visando um serviço bastante específico: o atendimento hospitalar e ambulatorial.

O menor custo talvez seja a vantagem mais atraente dos hospitais-dia. Menor risco de infecções também é considerado um dos principais pontos favoráveis dos hospitais-dia, ou seja, o número de doenças infecciosas com as quais o paciente tem contato é quase insignificante, levando a um menor risco de infecções;

Maior agilidade no atendimento: a ansiedade é um dos maiores problemas das pessoas que vão realizar uma cirurgia. E em grandes hospitais, por melhor que sejam, a demora do atendimento e atrasos na realização de cirurgias são fatores corriqueiros, e isso impacta diretamente aos níveis de estresse e mesmo a recuperação do paciente.

Por fim, o rápido retorno à vida cotidiana, ou melhor; o paciente pode retornar rapidamente às suas atividades diárias, mesmo no caso de precisar de acompanhamento.

Portanto, é devido a todos esses fatores que se pode afirmar que a realização de procedimentos minimamente invasivos em hospitais-dia, é sempre a melhor escolha para pacientes, profissionais e sistema de saúde, independente de sua natureza.

botao blog

Agende uma consulta

A consulta com o especialista é fundamental. Faça o agendamento.