viewthroughconversion
  • Home
  • News
  • É possível tratar miomas uterinos sem cirurgia. Saiba como!

É possível tratar miomas uterinos sem cirurgia. Saiba como!

 

A medicina evolui a cada dia e novos tratamentos vão surgindo. Hoje em dia tornou-se perfeitamente possível tratar o mioma sem cirurgia. Atualmente os médicos podem contar a técnica de embolização uterina.

Nunca ouviu falar e está interessada em saber mais? Então, continue com a leitura e descubra tudo o que precisa saber sobre o assunto!

Como se forma o mioma?

Ainda não se sabe ao certo qual ou quais as causas do mioma, mas acredita-se que fatores genéticos e ação do estrogênio estejam relacionados. 

Eles costumam se desenvolver durante o período fértil da mulher, ou seja, entre a primeira menstruação e a menopausa. É mais comum em mulheres que possuem histórico da doença na família e que não têm filhos.

Como saber se tenho mioma?

A melhor forma de saber é  realizando exames preventivos, pelo menos, uma vez por ano. Assim, qualquer anomalia pode ser detectada de forma precoce.

Mas, entre um preventivo e outro, você pode sentir alguns sintomas ou apresentar alguns sinais como:

  • sangramento vaginal exagerado com presença de coágulos;
  • constipação intestinal;
  • incontinência urinária;
  • cólicas menstruais;
  • dor pélvica.

Em muitos casos, os miomas não apresentam nenhum sintoma, o que pode levar ao diagnostico tardio, dificultando o tratamento e, muitas vezes, agravando o caso, impedindo a mulher de engravidar.

O que é a embolização de mioma uterino?

Muitas mulheres não sabem, mas hoje é perfeitamente possível fazer o mioma regredir com técnicas menos invasivas. Inclusive, muitas deixam o problema aumentar — literalmente — por medo do procedimento cirúrgico e possíveis complicações. Mas com as novas técnicas, esse tipo de intervenção se torna cada vez menos necessária.

Basicamente, o mecanismo da embolização uterina é bem simples de ser compreendido. Com a técnica, o especialista consegue reduzir ou cortar o fluxo sanguíneo, fazendo com que o mioma diminua naturalmente. 

Afinal de contas, é por meio do sangue que são enviados nutrientes e oxigênio e é disso que o mioma se “alimenta”. Então, se o fluxo é cortado, o mioma regride. 

Baixe também o nosso infográfico onde explicamos tudo sobre o assunto de forma bastante dinâmica!

Quais as vantagens dessa técnica?

Além do fato de ser uma técnica minimamente invasiva, a embolização uterina consegue oferecer diversos outros benefícios. Vejamos quais são eles.

Ideal para quem não quer mais ter filhos

A situação ideal para aplicar a técnica é justamente essa: uma mulher que não quer mais ter filhos, mas está com mioma e sangramentos constantes por conta disso. Com a embolização é possível eliminar os sinais e sintomas da condição sem precisar fazer uma histerectomia, ou seja, a remoção do útero.

Pode ser aplicada em mulheres que desejam engravidar

Em alguns casos é possível utilizar a técnica de embolização uterina e manter o útero para uma futura gestação. Por exemplo, se você tiver múltiplos nódulos e que não possam ser removidos cirurgicamente sem o risco de perder o útero, a embolização é a técnica mais indicada.

Tempo de internação

Como se trata de uma técnica minimamente invasiva, a paciente só precisa ficar interna de 12 a 24 horas após o procedimento. Já no dia seguinte, é possível caminhar normalmente, mas é recomendado que fique sem dirigir por, pelo menos 1 dia e sem praticar atividades físicas por 7 dias.

Totalmente seguro

Por ser ainda um procedimento pouco conhecido entre as pessoas, muita gente fica em dúvida sobre o assunto e não sabe se é algo seguro ou não.

A embolização uterina é uma intervenção totalmente segura que você pode realizar aqui no Hospital Certa. Eficiente, ela consegue apresentar resultados excelentes e oferece uma quantidade muito menor de riscos à saúde em comparação à cirurgia invasivas, muito frequentes no passado.

O procedimento pode causar dor e incômodo, mas isso pode ser resolvido por meio do uso de medicamentos como anti-inflamatórios e analgésicos. 

Se você se interessou por esse procedimento e quer marcar uma consulta para saber mais sobre o assunto. Então, entre em contato com a gente!

botao blog

Agende uma consulta

A consulta com o especialista é fundamental.