• Home
  • News
  • Varicocele: entenda a doença que causa dor e infertilidade

Varicocele: entenda a doença que causa dor e infertilidade

 

Assim como qualquer outro órgão do corpo humano, os testículos possuem vascularização arterial e venosa. Nesse processo, o sangue que circula pelas artérias leva oxigênio aos testículos, enquanto o sangue venoso retira do órgão as impurezas produzidas pelas células. É nesse processo que as válvulas das veias espermáticas podem apresentar incompetência e promover o desenvolvimento da varicocele.

A varicocele é a mesma doença que afeta, principalmente, as pernas das mulheres – com os chamados vasinhos e as varizes dos membros inferiores. Apesar de estar relacionada com a infertilidade nos homens, a enfermidade não provoca distúrbios de potência sexual. O aparecimento se dá, na maioria dos casos, durante a adolescência.

Causas

A varicocele nos homens é provocada pela ausência ou pela defasagem no desempenho das válvulas das veias e artérias espermáticas. Com o refluxo do sangue venoso – que tem dificuldades para retornar – e a dilatação das veias, a doença provoca disfunção nos testículos e auxilia na piora da qualidade do sêmen, uma das principais causas da infertilidade masculina.

Especialistas apontam, ainda, para a existência do fator genético para a varicocele. Isso porque, nos registros médicos, é bastante comum os pais de pacientes com varicocele terem apresentado a doença em algum momento da vida.

Sintomas

Muitas vezes, a varicocele costuma ser assintomática e, por isso, o homem só descobre a doença ao apresentar problemas de infertilidade durante a tentativa de ter filhos. Contudo, existem casos que apresentam sintomas, como:

  • Dor;
  • Sensação de peso;
  • Sensação de desconforto;
  • Alterações estéticas na região.

Além disso, vale ressaltar que, na maioria das vezes, a enfermidade costuma aparecer no lado esquerdo do escroto.

Diagnóstico

O diagnóstico da varicocele é considerado simples, já que envolve apenas um exame físico. Nele, o médico especialista avalia os testículos, uma vez que a varicocele costuma deixar o órgão com volume diminuído e com aspecto ‘amolecido’. Isso ocorre porque a doença ocasiona a perda de células produtoras de espermatozoides.

Contudo, algumas dúvidas podem surgir quanto aos resultados do exame físico e, assim, faz-se necessário a realização de um exame de ultrassom da bolsa testicular. Para esse caso, exames com doppler colorido são mais indicados.

A varicocele se apresenta em diferentes níveis: leve, chamado de I; moderado, chamado de II e grave, chamado de III. A infertilidade está relacionada aos casos de grau I e II.

Varicocele e infertilidade masculina

Para o perfeito funcionamento do sistema reprodutor, os testículos precisam estar sempre em uma temperatura abaixo da temperatura corporal – que gira em torno de 37ºC. Para isso, a regulação térmica ocorre por três meios distintos: veias saudáveis que resfriam a temperatura do sangue que chega pelas artérias; a presença da bolsa testicular pendular e da musculatura de dartos e cremaster e pela ação das glândulas sudoríparas. 

O primeiro meio – resfriamento da temperatura pelas veias – é considerado o mais importante. A varicocele age neste mecanismo deixando as veias dilatadas e, assim, elas perdem sua função de resfriamento. Com isso, a temperatura dos testículos sobe e a produção de espermatozoides e a qualidade do sêmen ficam prejudicadas.

Já o segundo meio – a bolsa testicular pendular – mantém os testículos próximos ou distantes da área abdominal, ação que varia de acordo com a temperatura corporal.

O terceiro mecanismo – as glândulas sudoríparas – está presente nos testículos e promove a eliminação do suor. Esse processo elimina o calor por meio das gotículas, auxiliando na manutenção da temperatura ideal.

Com a varicocele, esses três meios são comprometidos, o que acarreta na promoção do calor excessivo nos testículos. Além disso, a doença afeta o combate dos radicais livres, o que culmina em um processo chamado de estresse oxidativo. 

Todas essas alterações comprometem a produção e a qualidade dos espermatozoides, o que infere na piora do sêmen, que, por sua vez, se reflete na dificuldade ou na incapacidade do homem engravidar sua parceira.

Tratamento

A varicocele tem tratamento, que deve ser realizado por todos os homens adultos e adolescentes diagnosticados com grau II e III da doença, responsáveis pelo comprometimento da fertilidade. Nestes casos, o tratamento se dá por procedimento cirúrgico ou por meio de um procedimento minimamente invasivo.

No Hospital Certa, Centro de Referência em Tratamentos Avançados, o tratamento minimamente invasivo para a varicocele é realizado por meio da Radiologia Intervencionista, com a técnica de embolização.

A embolização, realizada por profissionais altamente capacitados no Certa, se inicia com a punção de uma veia da virilha ou do braço, na qual é inserido um cateter que vai navegar pelas veias até chegar na varicocele. Esse procedimento identifica as veias insuficientes, dilatadas e com refluxo e, assim, é possível liberar fios espiralados de platina – chamados de molas –, que redirecionam o fluxo de sangue e causam melhora nos sintomas e até mesmo cura da enfermidade.

O Hospital Certa é composto por uma equipe de profissionais experientes e capacitados para a realização de diversos procedimentos modernos com o uso de equipamentos altamente tecnológicos. Todos os cuidados prestados pelo Hospital são de excelência e cada paciente é cuidado pelas melhores e mãos competentes mãos. 

Entre em contato, conheça o Certa e confie seu tratamento a quem entende!

botao blog

Agende uma consulta

A consulta com o especialista é fundamental.